G.R.E.S. MOCIDADE  INDEPENDENTE DE PADRE MIGUEL
62360183_2093402970960102_23196379588371
                     Ficha Técnica | Technical Summary
Enredo | Theme: ELZA DEUSA SOARES |ELZA GODDESS SOARES
Fundação - 10 de novembro de 1955 |
Established in November 10th, 1955
Presidente | President - Wandyr Trindade (Seu Macumba)
Cores - Verde e Branco | Colors - Green and White
Carnavalesco | Carnival Designer - Jack Vasconcelos
Diretor de Carnaval | Carnival Director - Marco Antônio Marino
Diretores de Harmonia | Harmony Directors - Wallace Capoeira

5a Escola - Entre 1h30 e 2h10

5th School - Between 1:30am and 2:10am

Concentração: Correios | Meeting Point: Post Office

Sinopse do Enredo | Samba Theme Synopsis

Mocidade Independente de Padre Miguel marca um lugar de fala, de luta e de resistência. A escola faz uma homenagem à voz de Elza Soares e narra sua história de vida e artística desde o momento em que explodiu para a fama: no show de calouros do apresentador

e compositor Ary Barroso, nos anos 50.

Mocidade samba school marks a place of ght and resistance. The school pays homage to Elza Soares, also giving voice to minorities - as did the honoree. Elza has her life and artistic history narrated in the plot-theme from the moment she started her career: in the edgling show of the presenter and composer Ary Barroso, in the 50s.

Cante com a Mocidade

Sing along with Mocidade

Compositores | Songwriters: Sandra de Sá, Igor Vianna, Dr. Marcio, Solano Santos, Renan Diniz, Jefferson Oliveira, Prof. Laranjo e Telmo Augusto.

Intérprete | Singer: Wander Pires

LA VAI, MENINA...
LATA D’ÁGUA NA CABEÇA
VENCER A DOR QUE ESSE MUNDO É TODO SEU ONDE A “ÁGUA SANTA” FOI SALIVA
PRA CURAR TODA FERIDA QUE A HISTÓRIA ESCREVEU
É SUA VOZ QUE AMORDAÇA A OPRESSÃO
E EMBALA O IRMÃO
PARA A PRETA NÃO CHORAR
SE A VIDA É UMA “AQUARELA” VIEMTIACORMAISBELA
PELOS PALCOS A BRILHAR

É HORA DE ACENDER NO PEITO A INSPIRAÇÃO SEI QUE É PRECISO LUTAR
COM AS ARMAS DE UMA CANÇÃO
A GENTE TEM QUE ACORDAR

DA “LAMA” NASCE O AMOR
QUEBRAR AS “AGULHAS” QUE VESTEM A DOR

BRASIL, ENFRENTA O MAL QUE TE CONSOME
QUE OS FILHOS DO PLANETA FOME
NÃO PERCAM A ESPERANÇA EM SEU CANTAR
Ó, NEGA, “SOU EU QUE TE FALO EM NOME DAQUELA” DA BATIDA MAIS QUENTE, O SOM DA FAVELA

É RESISTÊNCIA EM NOSSO CHÃO
“SE ACASO VOCÊ CHEGAR” COM A MENSAGEM DO BEM
O MUNDO VAI DESPERTAR,

DEUSA DA VILA VINTÉM EIS A ESTRELA...
MEU POVO ESPEROU TANTO PRA REVÊ-LA

LAROYÊ Ê MOJUBÁ... LIBERDADE
ABRE OS CAMINHOS PRA ELZA PASSAR... SALVE A MOCIDADE!
ESSA NEGA TEM PODER, É LUZ QUE CLAREIA É SAMBA QUE CORRE NA VEIA

© Copyright: Editora Musical Escola de Samba Ltda

Acompanhe o Desfile | Parade Sequence

1o SETOR: COM LATA D’ÁGUA NA CABEÇA: NASCE UMA ESTRELA |

1ST SECTOR: BALANCING A CAN OF WATER ON HER HEAD: A STAR IS BORN

COMISSÃO DE FRENTE | HONORARY COMMITTEE

FANTASIA: ORA (DIREIS) OUVIR ESTRELAS: OUÇO O SOM DA FAVELA, RESISTÊNCIA EM NOSSO CHÃO |

COSTUME: YOU SAY YOU CAN HEAR STARS: I LISTEN TO THE SOUND OF THE FAVELAS, RESISTANCE ON OUR FLOOR

COREÓGRAFOS | CHOREOGRAPHERS:

JORGE TEIXEIRA E/AND SAULO FINELON


A vida de Elza ainda menina é apresentada. A menina se torna uma mulher forte, consciente do seu papel, orgulhosa da sua cor, representante da sua comunidade. É “a mulher do m do mundo” com a capacidade de renascer sempre. | It represents Elza’s life as a girl. This girl becomes a strong woman, aware of her role, proud of her color, representative of her community. She is the “end of the world woman” (a reference to one of Elza’s most recent hits) with the ability to be reborn forever.

 1o CASAL DE MESTRE-SALA E PORTA-BANDEIRA

1ST MASTER-OF-CEREMONIES-AND-FLAG-BEARER COUPLE:

DIOGO JESUS E/AND BRUNA SANTOS

FANTASIA: A INSPIRAÇÃO DO LOUVA-A-DEUS

COSTUME: THE PRAYING-MANTIS INSPIRATION

O cotidiano de Elza Soares e sua ligação com o Louva-a-deus

cujo zumbido a hipnotizava; o animal é símbolo de sorte, de renascimento e de fé. |

The daily life of Elza Soares and her connection with the

Praying Mantis whose buzz hypnotized her;

the animal is a symbol of luck, rebirth and faith.

 
                                               TRIPÉ-PEDE PASSAGEM:
                                   ABRE OS CAMINHOS PARA ELZA PASSAR... 
                          OPENING TRIPOD: PLEASE, OPEN THE WAYS FOR ELZA

                      A estrela: símbolo da Mocidade Independente de Padre Miguel
                  traz a representação do cenário da Fábrica de Tecidos Bangu, onde
                            o pai de Elza trabalhou. Ele era músico e tocava violão.
|          The star, symbol of the Mocidade Samba School, brings the representation of
        the scenario of the Bangu Fabrics Factory, where Elza’s father worked.
                                        He was a musician and played the guitar.
1a ALA: CENTRAL DO BRASIL – A CONEXÃO ENTRE O CENTRO E A PERIFERIA
1ST WING: CENTRAL DO BRASIL – A CONNECTION BETWEEN THE CITY CENTER AND THE PERIPHERY Representa os antigos trens da Central do Brasil, lugar por onde Elza transitava para ajudar, quando criança, sua mãe e, já adulta, para cantar em diversos lugares do Rio. | It represents old trains from the Central Station (Central do Brasil), a place where Elza used to go as a child so as to help her mother, and, as an adult, to sing in different places in Rio.

1o CARRO – ABRE-ALAS: NASCE UMA ESTRELA OPENING FLOAT: A STAR IS BORN


São cenários do início de Elza Soares: seu lugar de nascimento e o palco do programa de Ary Barroso. A fala de Elza “venho do Planeta Fome” e de Ary “Nasce uma estrela” estão representadas; assim como o louva-a-Deus, um dos amuletos mais importantes na vida de Elza.

| These are scenarios of the beginning of Elza Soares: her poor birthplace and the stage of Ary Barroso’s program. Elza’s “I come from the Famine Planet” and Ary’s speech “A star is born” are represented, as well as the praying mantis, one of the symbols of Elza’s biography.

2o SETOR: CREDO – MINHA FÉ QUEM FAZ SOU EU

 2ND SECTOR: CREDO SONG – I MAKE MY FAITH

2a ALA: A VACA SAGRADA – ONDE A ÁGUA SANTA FOI SALIVA
| 2ND WING: HOLY COW – WHERE THE HOLY WATER WAS SALIVA

Os versos do samba “a Água Santa foi saliva para curar toda ferida” remete ao episódio em que uma vaca lambeu o rosto de Elza ainda criança em Água Santa. Ela o interpreta hoje como uma unção, uma bênção de uma entidade sagrada.
 
| The verses of Mocidade’s samba “holy water was saliva to heal every wound” refers to an episode in which a cow licked Elza’s face. She was then a child in Água Santa (a neighborhood in Rio called holy water). She interprets the event today as an anointing, a blessing from a sacred entity.
3a ALA: SÃO JORGE – UMA LIÇÃO PARA TODA A VIDA | 3RD WING: SAINT GEORGE – A LESSON FOR HER ENTIRE LIFE

Elza teve uma visão com São Jorge. O santo lhe disse que ela apanharia muito durante sua vida e que isso a tornaria uma mulher forte. A fantasia traz a planta chamada “espada de São Jorge” que remete também à crença de Elza no poder das folhas. | Elza had a vision with Saint George. He told her that she would be beaten a lot during her life, but that would make her a strong woman. The costume brings the plant called “Saint Gorge’s sword”, which also refers to Elza’s belief in the power of leaves.

4a ALA: O CABOCLO “BEM FECHADO” – O REI DA MATA | 4TH WING: A “VERY RESERVED” INDIAN ENTITY – THE KING OF THE FOREST


Ainda criança, Elza disse também ter visto um caboclo em sonho que não queria conversar com ela (“bem-fechado”), apenas abençoá-la e ir-se. O sonho marca o sincretismo de Elza, que mais tarde cantaria a música “Credo”, um tributo à liberdade religiosa- “Minha fé quem faz sou eu”.

| Also as a child, Elza said she saw in her dreams a very reserved Indian entity. He did not want to talk to her, just bless her and go. The dream is a mark of Elza’s syncretic belief. She would later sing “Credo”, a song that exalts religious freedom - “I make my faith”.

5a ALA: ANJO NEGRO – SUA HISTÓRIA E IDENTIDADE
| 5TH WING: BLACK ANGEL – HER STORY AND IDENTITY

Outro sonho marcou a vida da cantora: um anjo- pássaro dourado de rosto negro que era enxotado de todos os ninhos. Para Elza, esse sonho representava sua luta contra o preconceito e revela sua forte relação com o sagrado.
| Another dream marked the life of Elza: a golden bird-angel with a black face that was chased away from all nests. For Elza, this dream represented her struggle against prejudice and reveals her strong relationship with the sacred.
MUSA | MUSE

FANTASIA:
SENHORA DAS FOLHAS –
A NATUREZA QUE CURA AS
DORES FÍSICAS E ESPIRITUAIS
COSTUME:
LADY OF LEAVES: NATURE HEALS ALL THE SPIRITUAL AND PHYSICAL PAIN
                                 TRIPÉ: LAROYÊ Ê MOJUBÁ
                     –        MINHA FÉ QUEM FAZ SOU EU
                       | TRIPOD: GREETING THE ENTITY ESU:
                                        I MAKE MY FAITH

          A religiosidade da cantora, sua devoção pela Escrava Anastácia, por Exus, santos católicos e Buda.
| The singer’s religiosity, her devotion for Anastácia (a famous slave), Afro-Brazilian entities, Catholic saints, and Buddha.
3o SETOR: A METAMORFOSE DA DEUSA: AS MUITAS FACES DE ELZA
3RD SECTOR: THE METAMORPHOSIS OF THE GODDESS: THE MULTIPLE FACES OF ELZA
Heading 5
6a ALA:
FÁBRICA DE SABÃO – ESPUMAS AO VENTO
6TH WING:
SOAP FACTORY – FOAMS TO THE WIND
Ainda adolescente, mãe de três lhos, Elza trabalha na fábrica de sabão Veritas, no Engenho de Dentro.
Still a teenager, but mother of three kids, Elza had to work at the Veritas soap factory in Engenho de Dentro
(a neighborhood in Rio).
7a ALA: LOUCURA E PRECONCEITO - NESSE MUNDO LOUCO, DE TUDO UM POUCO
| 7TH WING: MADNESS AND PREJUDICE – IN THIS CRAZY WORLD, THERE IS A LITTLE BIT OF EVERYTHING
 
Elza enfrentou humilhações enquanto empregada doméstica. Já em seu trabalho no manicômio, a cantora começou a pensar sobre a importância
de seu canto como grito de conscientização e resistência. | Elza faced humiliation as a domestic worker. In her work at an asylum, the singer began to think about the importance of her singing as an exclamation of awareness and resistance.

             2o CASAL DE MESTRE-SALA E PORTA-BANDEIRA

    2ND MASTER-OF CEREMONIES-AND-FLAG- BEARER COUPLE: 

                 JEFERSON PEREIRA E/AND ISABELA MOURA
           FANTASIA: A AFRICANIDADE DE MERCEDES BATISTA

         | COSTUME: THE AFRICANITY OF MERCEDES BAPTISTA

                       Homenagem a Mercedes Baptista,

a primeira bailarina negra do Teatro Municipal do Rio de Janeiro.

                    Ela convidou Elza para cantar na peça
          “It's all Juju-Frufru”. | Homage to Mercedes Baptista,

     the 1st black dancer from the Municipal Theater of Rio de

          Janeiro. She invited Elza to sing in the play

                                    “It's all Juju-Frufru”

8a ALA: O SONHO DA ESTRELA: “É TUDO JUJU- FRUFRU” | 8TH WING: THE DREAM OF THE STAR: “É TUDO JUJU-FRUFRU”

Elza acalentava o sonho de ver seu nome brilhando como estrela da cena teatral. Em 1958, no teatro João Caetano, a cantora estreante fazia parte do elenco de “É tudo Juju-Frufru”.
| Elza cherished the dream of seeing her name shining like a star in the theater scene. In 1958, at the João Caetano theater, the debuting singer was part of the cast of “É tudo Juju-Frufru”.
9a ALA: NOS BAILES DA VIDA – OS PRIMEIROS PASSOS COMO CROONER
| 9TH WING: IN THE BALLS OF LIFE: THE FIRST STEPS AS A CROONER
 
Elza cantou com a Orquestra de Bailes Garam, sendo chamada por Mercedes Baptista para se apresentar na Argentina. | Elza sang with the Garam Ball Orchestra, being invited by Mercedes Baptista to perform in Argentina.
10a ALA: DISCOGRAFIA – “SE ACASO VOCÊ CHEGASSE”
| 10TH WING: “IF BY ANY CHANCE YOU ARRIVED”

Seu primeiro disco “Se acaso você chegasse” saiu em 1969 e o mais recente, “Planeta Fome”, em 2019. De lá para cá, foram cerca de 35. Pouco a pouco, Elza venceu as barreiras e deixou sua marca na história da Música Popular Brasileira.
| Her rst album “Se acaso você chegasse” (the title of this wing-group) came out in 1969. The most recent one, “Planeta Fome” (Famine Planet), was released in 2019. Since then, there have been around 35. Little by little, Elza overcame the barriers and left her mark in the history of Brazilian Music.
11a ALA: MADRINHA DA COPA – A ALEGRIA COM A JULES RIMET
11TH WING: THE BRAZILIAN NATIONAL TEAM’S GODMOTHER – JOY WITH THE JULES RIMET CUP
 
Elza cantou em Vinã del Mar, sede da Seleção Brasileira na Copa de 1962, e ganhou o título de “madrinha da seleção”. A ala representa o início do romance com Mané Garrincha.
| Elza sang in Vinã del Mar, the headquarters of the Brazilian team in the 1962 World Cup, and won the title of “godmother of the national team”. The wing-group represents the beginning of the romance with Mané Garrincha.
MUSA | MUSE
FANTASIA: OS PRIMEIROS PASSOS DA CANTORA - O SABOR DO SUCESSO
| COSTUME: THE FIRST STEPS OF THE SINGER - THE FLAVOR OF SUCCESS
2o CARRO: DE PADRE MIGUEL PARA O MUNDO
2ND FLOAT: FROM PADRE MIGUEL TO THE WORLD
partir de 1962, a menina pobre de Padre Miguel começa a ganhar o mundo. Elza cantou ao lado de Louis Armstrong e fez shows ainda na Itália, na Argentina e em Nova York.
| From 1962 onwards, the poor girl from Padre Miguel (a neighborhood
in Rio) began to conquer the world. Elza sang alongside Louis Armstrong and also performed in Italy, Argentina and New York.
4o SETOR: QUERO SER A PIONEIRA – É SAMBA QUE CORRE NA VEIA
4TH SECTOR: I WANT TO BE THE PIONEER – IT IS SAMBA IN MY VEINS
12a ALA:
SALGUEIRO, 1969: ELZA CANTA “BAHIA DE TODOS OS DEUSES”
| 12TH WING:
SALGUEIRO, 1969: ELZA SINGS “BAHIA OF ALL GODS”

Em 1969, Elza tornou-se a primeira mulher a cantar samba-enredo de uma grande escola do Rio de Janeiro.
| In 1969, Elza became the rst woman to sing samba at a large Samba School in Rio de Janeiro.

13a ALA:

MOCIDADE, 1973: ELZA CANTA “RIO ZÉ PEREIRA”

| 13TH WING:

MOCIDADE, 1973: ELZA SING “RIO ZÉ PEREIRA”
(PASSISTAS | SAMBA DANCERS)

Em 1973, Elza canta sobre os antigos carnavais do Rio na Mocidade.

| In 1973, Elza sings about the old carnivals of Rio in Mocidade Samba School.

                              RAINHA DA BATERIA
           | QUEEN OF PERCUSSION: GIOVANNA ANGÉLICA
                       FANTASIA: EIS, A ESTRELA!
                   COSTUME: HERE COMES THE STAR!
  Representa a estrela de Padre Miguel, a luz que ilumina
       os caminhos da comunidade trazendo força nas
              manhãs difíceis.
              | It represents the star of Padre Miguel,
             the light that illuminates the paths of the
             community, helping its people in difficult
                                       mornings.

14a ALA: SALVE A MOCIDADE – O MESTRE ANDRÉ SEMPRE DIZIA
14TH WING: HAIL, MOCIDADE: AS ANDRÉ, THE BANDMASTER, ALWAYS USED TO SAY” (BATERIA | PERCUSSION)

MESTRE | BANDMASTER: DUDU


A amizade entre Elza e Mestre André imortalizou o samba “Salve a Mocidade”; Elza o presenteou com a batuta que des la até hoje nas mãos do mestre Dudu.

| The friendship between Elza and the bandmaster of Mocidade, Mestre André, immortalized the samba “Salve a Mocidade”; Elza presented André with the baton that is still on show today in the hands of master Dudu.

CARRO DE SOM | SOUND CAR INTÉRPRETE | SINGER:
WANDER PIRES
15a ALA: MOCIDADE, 1974:
ELZA CANTA “A FESTA DO DIVINO”
| 15TH WING: MOCIDADE, 1974: ELZA SINGS “THE PARTY TO THE DIVINITY”

Em 1974, Elza cantou o samba vencedor do Estandarte de Ouro.
| In 1974, Elza sang the samba winner of the most relevant award of Carnival, the Estandarte de Ouro.
GRUPO: FLORESTA MÁGICA
GROUP: MAGICAL FOREST
Réplica de fantasia do carnaval de 1975: “abraça a sorte e afasta o azar”.
| A replica of the costume of the 1975 carnival: “embrace luck and keep bad luck away”.
16a ALA:MOCIDADE, 1975: ELZA CANTA
“O MUNDO FANTÁSTICO DO UIRAPURU”
16TH WING: MOCIDADE, 1975: ELZA SINGS
“THE FANTASTISC WORLD OF UIRAPURU”

Em 1975, Elza canta o samba-enredo da mocidade que exalta as histórias brasileiras a partir do pássaro símbolo de sorte.
| In 1975, Elza sings the Mocidade’s samba that exalts Brazilian stories involving Uirapuru, the bird symbol of luck.

17a ALA: MOCIDADE, 1976: ELZA CANTA “MÃE MENININHA DO GANTOIS”
17TH WING: MOCIDADE, 1976: ELZA SINGS “MÃE MENININHA DO GANTOIS”

(BAIANAS | WHIRLING LADIES)


O último carnaval em que Elza defendeu um samba pela Mocidade foi em 1976, com o enredo que homenageava a famosa Iyálorixá baiana Mãe Menininha do Gantois.

| The last carnival in which Elza paraded singing a samba for Mocidade was in 1976, the year that Mocidade honored the famous Bahian spiritual leader, Mãe Menininha do Gantois.

MUSA | MUSE
FANTASIA: ELZA CANTA O SAMBA ENREDO DA UNIDOS DE SÃO CARLOS –
DAS TREVAS AO SOL: A ODISSEIA DOS CARAJÁS

COSTUME: ELZA SINGS “FROM THE DARK TO THE SUN, THE CARAJÁS ODYSSEY” BY UNIDOS DE SÃO CARLOS SAMBA SCHOOL
MUSA | MUSE
FANTASIA: ELZA CANTA O SAMBA ENREDO DA CUBANGO – AFOXÉ
COSTUME: ELZA SINGS “AFOXÉ”
BY CUBANGO SAMBA SCHOOL
3o CARRO: A PIONEIRA – É SAMBA QUE CORRE NA VEIA
| 3RD FLOAT: THE PIONEE – IT IS SAMBA IN HER VEINS

Trajetória da primeira mulher a cantar samba- enredo em des le o cial de escola de samba do Rio de Janeiro.
| The trajectory of the 1st woman to sing samba in an of cial samba school parade in Rio de Janeiro.
5o SETOR: O CIRCO DOS HORRORES – SENTINDO NA PELE A OPRESSÃO DO MACHISMO E DO PRECONCEITO
| 5TH SECTOR: THE CIRCUS OF HORROR – EXPERIENCING THE OPPRESSION OF MACHISMO AND OF PREJUDICE

18a ALA: CIRCO – OS CARTAZES DE UM NADA RESPEITÁVEL PÚBLICO

| 18TH WING: CIRCU

– BANNERS OF A NO-ONE, RESPECTFUL AUDIENCE

 

Numa fase difícil da vida e carreira, Elza foi cantar em um circo em São Paulo que a ala traz como metáfora de um circo dos horrores. Elza era hostilizada pela opinião pública, tendo sofrido todo tipo de preconceito.

| In a difficult period of her life and career, Elza performed in a circus in São Paulo that the wing-group brings as a metaphor for a circus of horrors. Elza was harassed by public opinion, having suffered all kinds of prejudice.

19a ALA: MACHISMO – OS SELVAGENS DO CIRCO

19TH WING: THE SAVAGES OF THE CIRCUS

 

Faz-se uma paródia referindo-se aos

“homens das cavernas” como algozes machistas e

agressores de mulheres. Elza foi muitas vezes vítima

desses algozes, tomou tiro e apanhou de seus

companheiros.

| It makes a parody in reference to “cavemen”

as aggressors of women. Elza was often a victim

of this kind of men.

She was shot and beaten by some of her

husbands and lovers.

20a ALA: BAILARINA DA DOR – DANÇANDO CONFORME A MÚSICA
20TH WING: A BALLET DANCER OF PAIN – DANCING TO THE MUSIC

A bailarina simboliza todas as perdas de Elza, que aprendeu a dançar conforme a música.

The dancer symbolizes all the losses of Elza, who learned how to dance to the music.

21a ALA:
DOMADOR DO CIRCO: A CENSURA E O CHICOTE
| 21ST WING: TAMER – CENSORSHIP AND THE WHIP

Elza sofreu todos os tipos de ameaça, foi apedrejada, teve sua casa metralhada e invadida pelo DOPS - órgão do governo brasileiro durante o período militar. Sua voz sempre foi um canto de liberdade.
| Elza suffered all kinds of threats, was stoned, had her house repeatedly shot and also invaded by DOPS - a Brazilian government agency during the military period. Her voice has always been a song of freedom.

22a ALA: COBRAS E LAGARTOS

– A LÍNGUA QUE DIFAMA, A “MÃO” QUE APEDREJA

| 22ND WING: SNAKES AND LIZZARDS

– THE TONGUE THAT DEFAMES, THE HAND THAT STONES

Elza foi muito atacada pela opinião pública. Suas escolhas viraram o alvo favorito de línguas ferinas. Elza was heavily attacked by public opinion. Her choices became the favorite target of ferocious tongues.

MUSA | MUSE
FANTASIA:
A FORÇA INDOMÁVEL DE UMA PANTERA NEGRA
| COSTUME:
INDOMITABLE STRENGTH
OF A BLACK PANTHER

4o CARRO: O CIRCO DA VIDA – APANHOU À BEÇA MAS É DURA NA QUEDA
4TH FLOAT: CIRCUS OF LIFE – I SUFFERED BUT I AM TOUGH

Como uma pantera negra, símbolo da resistência contra a opressão, Elza foi forte e sobreviveu aos malabarismos da vida.

| As a black panther, symbol of resistance against oppression, Elza was strong and survived the juggling of life.

6o SETOR:
RESISTÊNCIA, ARTE E ENGAJAMENTO: “ESSA NEGA TEM PODER!”
6TH SECTOR:
RESISTANCE, ART AND ENGAGEMENT: THIS BLACK WOMAN IS ALMIGHTY
23a ALA:
FÊNIX – A REINVENÇÃO DA DEUSA
23RD WING:
PHOENIX – THE REINVENTION OF THE GODDESS

É a representação de Elza como a fênix que renasce das próprias cinzas.
| It is the representation of Elza as A phoenix that rises from the ashes.
24a ALA:
ALVO – NÃO É PERDIDA, É BALA AUTOGRAFADA
24TH WING:
TARGET – IT IS NOT A STRAY BULLET, IT IS AN AUTOGRAPHED ONE

Sobre Agatha, uma criança atingida por “bala perdida”, Elza grita: “não tem bala perdida, tem bala autografada”.
| Talking about a murdered kid by an alleged “stray bullet”, Elza shouted: “there is no stray bullet, there are signed bullets”.
25a ALA: CANTO DE LUTA
– PORTA-VOZ LGBT 25TH WING: A SONG OF FIGHT
– A SPOKESPERSON OF LGBT PEOPLE

A voz de Elza é arma contra o preconceito e violência sofridos pela comunidade LGBT.
| Elza’s voice is a weapon against prejudice and violence suffered by the LGBT community.

26aALA: CANTO DE RESISTÊNCIA

– PORTA-VOZ DAS MULHERES
26TH WING: RESISTANCE SINGING

– A SPOKESPERSON OF WOMEN

A voz de Elza Soares se tornou instrumento de denúncia que traz com suas músicas debate de temas importantes.

| The voice of Elza Soares became an instrument of denunciation that brings with her songs debates on important topics.

27a ALA: CANTO QUE REVERBERA

– A CARNE MAIS BARATA NÃO ESTÁ MAIS DE GRAÇA
27TH WING: A SONG THAT REVERBERATES

– THE CHEAPEST MEAT OF THE MARKET IS NO LONGER FOR FREE

A menina de Padre Miguel tornou-se porta-voz
de mensagens contra a opressão.

| The girl from Padre Miguel became a spokesperson for messages against oppression.

28aALA: A EDUCAÇÃO É A MENSAGEM DO BEM
28TH WING: EDUCATION IS THE MESSAGE OF GOOD (COMPOSITORES | SONGWRITERS)
Homenagem aos professores. Um dos maiores legados da obra de Elza Soares é clamar por educação.
| A tribute to teachers. One of the greatest legacies of Elza Soares’ work is calling for education.

5o CARRO: VOCÊ TEM FOME DE QUÊ? QUE OS FILHOS DO PLANETA FOME NÃO PERCAM A ESPERANÇA EM SEU CANTAR
5TH FLOAT: WHAT ARE YOU HUNGRY FOR? MAY THE CHILDREN OF THE FAMINE PLANET NOT LOSE HOPE IN YOUR SONG

Na alegoria, bocas abertas famintas e mãos cerradas lembram o grito de resistência e de luta de Elza Soares.

| In the oat, hungry open mouths and clenched hands recall Elza Soares’ cry of resistance and struggle.

CURTIU ESSA ESCOLA?
HAVE YOU ENJOYED THIS
SCHOOL'S PARADE
ESCOLHA A SUA NOTA E ADICIONE SEU COMENTÁRIO AQUI!
PLEASE CHOOSE A SCORE AND ADD YOUR COMMENT HERE!